LIXO DEIXADO POR BANHISTAS E PESCADORES ÀS MARGENS DO CATOLÉ PROVOCAM PROBLEMAS NAS BOMBAS DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA DO SAAE.

LIXO DEIXADO POR BANHISTAS E PESCADORES ÀS MARGENS DO CATOLÉ PROVOCAM PROBLEMAS NAS BOMBAS DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA DO SAAE.

O nosso castigado Rio Catolé ainda é muito utilizado por banhistas e pescadores em áreas acima da Estação de Captação de Água do SAAE, principalmente nas imediações do Aeroporto e Igrejinha de Pedra.

É bom que se tenha esse espaço e a permissão dos proprietários das áreas, para que se usufrua do Rio.  Contudo, alguns banhistas e pescadores não têm o cuidado de levarem de volta o lixo produzido na beira do rio e o lança às margens ou dentro do próprio Rio Catolé, o que tem causado problemas para os proprietários (sacolas plásticas consumidas pelo gado provocam morte por asfixia) e também causam problemas no abastecimento de água, pois com frequência as bombas sugam o lixo junto com a água e automaticamente param de funcionar ou diminuem a vasão da captação, como ocorreu na madrugada desta quarta-feira, 27, quando uma equipe de funcionários teve que se deslocar na madrugada para desmontar a bomba cheia de lixo plástico e solucionar o problema.

O SAAE faz um apelo aos frequentadores do Rio Catolé para que não poluam o nosso rio, nem as suas margens, trazendo de volta à cidade o lixo produzido no período em que estiver frequentando nosso castigado, mas importante Rio Catolé.

FONTE: ASCOM/SAAE

Enviar